O que é um Tel arqueológico?

  • 2 de dez, de 2020

Um Tel arqueológico é uma colina artificial gerada como resultado da construção de um assentamento por cima das ruínas de outro anterior. Na antiguidade, quando uma nova civilização conquistava um território pela força, muitas aldeias e cidades eram destruídas. Os restos dessa destruição eram aplainados, ​​e um novo assentamento, construído sobre eles; conseguindo assim que com o passar das diferentes épocas e as diferentes destruições-reconstruções, se gerasse uma elevação do terreno para formar uma espécie de colina artificial.

Deste modo, quando os arqueólogos escavam em um Tel, sabem que os objetos encontrados nas camadas mais baixas são, logicamente, os mais antigos (com exceções específicas). Além disso, ao longo dos anos tem se acumulado um nível de conhecimento consensual que nos permite compreender, de acordo com os tipos de utensílios achados, a que época pertence cada tipo de cerâmica encontrada.

Como exemplo na modernidade, se hoje perguntássemos em que ano aproximadamente o telefone Motorola, Nokia ou o iPhone 3 estavam na moda, muitos de nós saberíamos rapidamente distinguir quando. O mesmo acontece na antiguidade, os estilos de cerâmica usados ​​na época do primeiro templo, diferem consideravelmente daqueles usados ​​na época helenística e assim por diante com outros exemplos.

O Tel arqueológico com mais camadas de destruição é o Tel Megido, no Vale de Jezreel, onde os pesquisadores descobriram 30 camadas que vão do período Neolítico (aproximadamente -5000) até a destruição do reino de Israel pelos assírios no ano -722, um total de aproximadamente 4000 anos de história de assentamento humano.

Outro Tel muito importante é o Tel Beit Shean, no Vale de Beit Shean. Este Tel tem uma altura de 50 mts. e, como em Megido, aqui também foram encontrados vestígios arqueológicos, que datam da época neolítica até a sua destruição pelos assírios.

Outros Tels importantes em Israel que podem ser mencionados são:

  • Tel Sheva
  • Tel Arad
  • Tel Laquis
  • Tel Beit Shemesh
  • Tel Azekah
  • Tel Hatzor
  • Tel Dan

O fenômeno do Tel arqueológico é particular da região do Oriente Médio, mais especificamente, nos atuais Israel, Líbano, Síria e Jordânia. A razão pela qual uma grande concentração de Tels estão nesses países, tem haver com a posição geográfica que ocupam. Esta região é um ponto estratégico que unem África, Ásia e Europa, gerando na antiguidade, inúmeras guerras, principalmente entre o Império Egípcio e os diferentes Impérios do Norte, sejam eles Hititas, Assírios ou Babilônios. Não somente que muitas dessas batalhas foram realizadas nesses territórios, mas também campanhas de conquistas e cercos às cidades, causando suas destruições, para depois serem reconstruídas nas mãos do império conquistador. E porque construir precisamente sobre as ruínas da cidade? A resposta a essa pergunta está no fato de que, se lá já existisse uma cidade, era sinal de que havia fontes de água, fontes de sustento (principalmente agricultura) e defesas naturais.

Finalmente, uma pergunta muito comum que muitos se fazem: A cidade de Tel Aviv é um Tel arqueológico? A resposta é um retumbante não, embora restos mortais de filisteus tenham sido encontrados no norte da cidade (isso se não levarmos em consideração a Yafo/Jope que faz parte da cidade de Tel Aviv e lá existem inúmeros achados arqueológicos), a origem etimológica de Tel Aviv é diferente, mesmo que esteja relacionada ao conceito de Tel arqueológico.

 

Tel, já sabemos o que significa; e Aviv, em hebraico, significa primavera. Na obra “Altneuland” escrita pelo fundador do movimento sionista, Theodore Herzl, o termo Tel Aviv é mencionado precisamente como um símbolo de “uma terra antiga (Tel) – nova (Aviv, primavera)”, que é o significado em alemão de “Altneuland”. Em outras palavras, Tel Aviv é uma combinação do antigo e do futuro. Quem visitar Israel poderá ver que essa mistura faz parte do ADN deste país milenar que por sua vez, é um pólo tecnológico mundial.

 

[at_btn text=”CONHEÇA NOSSA AGENDA DE CURSOS” url=”https://moriacenter.com/agenda/?lang=pt-br” type=”link in a new tab” style=”primary” size=”medium” corners=”rounded” light=”off” transparent=”off” icon_align=”center”]

 

Ariel_Horovitz_Diretor_Moriah_Center

M.A. Ariel Horovitz

Fundador e diretor do Moriah International Center.

É formado em Sociologia e História do Povo Judeu pela Universidade Hebraica de Jerusalém, mestre em Gestão e Liderança pela Universidade de Bar Llan, de Israel.

É especializado na área de Liderança na Bíblia e em outros temas relacionados com a história do povo desde os tempos Bíblicos até a atualidade do moderno Estado de Israel.

Oferece conferências e seminários em diversas instituições acadêmicas de Israel, Estados Unidos, México, Brasil, Angola e outros países.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Leia Também

  •  1 de setembro de 2021
Entre dezenas de milhares de documentos encontrados no século XIX na Geniza do Cairo,…

Quer ser o primeiro a receber novidades, atualizações, artigos e materiais exclusivos?